top of page

Ansiedade: Uma Força Dupla na Vida Humana



Ansiedade: amiga ou inimiga

A ansiedade, frequentemente vista como uma força perturbadora, desempenha um papel vital em nossa sobrevivência. Como terapeuta sistêmico e comportamental, reconheço a importância da ansiedade em alertar-nos para perigos potenciais e preparar nosso corpo para responder a desafios. No entanto, é crucial entender o equilíbrio delicado entre a ansiedade benéfica e a prejudicial.



O Papel Positivo da Ansiedade


A ansiedade funciona como um mecanismo de defesa. Ela nos prepara para reações de "luta ou fuga", melhorando a atenção, o foco e a energia física. Em situações como entrevistas de emprego ou competições esportivas, um certo nível de ansiedade pode aprimorar nosso desempenho, aguçando nossa percepção e motivação.


Identificando a Ansiedade Prejudicial


Porém, quando a ansiedade se torna uma resposta constante a estímulos não ameaçadores, ela deixa de ser benéfica. Aqui estão alguns sinais de que a ansiedade está ultrapassando um limite saudável:


  • Preocupação Excessiva: Preocupar-se de maneira constante e incontrolável com vários aspectos da vida diária, especialmente quando tal preocupação é desproporcional ao problema.

  • Sintomas Físicos: Experienciar regularmente sintomas físicos como taquicardia, sudorese, tremores, fadiga ou dificuldade para dormir.

  • Evitamento: Começar a evitar situações ou atividades que antes eram agradáveis devido ao medo ou à ansiedade excessiva.

  • Dificuldades de Concentração: A ansiedade pode dispersar a atenção, dificultando a concentração em tarefas e decisões.

  • Irritabilidade: Aumento da sensibilidade e irritabilidade, mesmo em situações pequenas ou rotineiras.

Exercícios para Gerenciar a Ansiedade


Para lidar com a ansiedade e evitar que ultrapasse os limites saudáveis, os seguintes exercícios podem ser incorporados na rotina diária:


  • Respiração Profunda: A respiração diafragmática ajuda a acalmar o sistema nervoso. Pratique respirando profundamente pelo nariz, segurando o ar brevemente e exalando lentamente pela boca. Faça isso por alguns minutos diariamente ou quando sentir os sintomas de ansiedade.

  • Meditação Mindfulness: Essa técnica envolve focar no presente, observando pensamentos e sensações sem julgamento. Dedique alguns minutos por dia para se sentar em silêncio, concentrando-se na sua respiração e observando os pensamentos que vêm e vão.

  • Exercício Físico Regular: A atividade física é um poderoso antídoto para a ansiedade. Ela libera endorfinas, que são hormônios do bem-estar, e reduz os níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Busque atividades que você goste, como caminhar, correr, nadar ou dançar.

Entender a ansiedade como um elemento fundamental, mas potencialmente desestabilizador, da experiência humana é crucial. Reconhecendo os sinais de ansiedade prejudicial e adotando práticas para gerenciá-la, podemos manter um equilíbrio saudável, aproveitando os aspectos positivos da ansiedade sem nos deixar sobrecarregar por seus efeitos negativos.


Este assunto não se finda aqui, por isso, continue buscando a psicoeducação para aprender a lidar com a ansiedade e com sua saúde mental. Lembre-se que é importante buscar um profissional quando percebe que não está dando conta sozinho(a). A jornada rumo ao bem-estar é contínua e, muitas vezes, enriquecida pelo suporte e orientação de especialistas.


Que a paz esteja com você, toda a minha paz!


Alex Nielsen - Terapeuta Sistêmico.

Logo branco A_edited.png
  • terapeuta, terapia, terapia ansiedade, terapia para ansiedade, terapeuta ansiedade, depressão
  • terapeuta, terapia, terapia ansiedade, terapia para ansiedade, terapeuta ansiedade, depressão
  • terapeuta, terapia, terapia ansiedade, terapia para ansiedade, terapeuta ansiedade, depressão
  • terapeuta, terapia, terapia ansiedade, terapia para ansiedade, terapeuta ansiedade, depressão
  • terapeuta, terapia, terapia ansiedade, terapia para ansiedade, terapeuta ansiedade, depressão

© Alex Nielsen. Todos os direitos reservados.

bottom of page